25 outubro 2017
Iany Tavares

Resenha de Livro #283: Uma Dama Imperfeita - Lucy Vargas

Autor: Lucy Vargas 
Editora: Editora Charme
ISBN: 9788568056356
Ano: 2016
Páginas: 384
Onde Comprar: Amazon | Livraria Saraiva

Classificação:

Uma Dama Imperfeita é o segundo livro da série Os Preston, que também pode ser lido de forma independente. Este romance de época foi escrito pela Lucy Vargas e publicado pela editora Charme.

Bertha Gale, apesar de não ter uma família rica, era uma dama exemplar. Ela se comportava como uma, se vestia como uma, mas não era uma. Seus pais eram fazendeiros e trabalhavam para o Lorde Bridington. Sendo melhor amiga da filha do Lorde, Bertha teve a melhor educação e os melhores cuidados que uma dama poderia ter. Assim, ela vai para Londres como acompanhante da filha mais velha do conde, mas não estava nada preparada para o que iria enfrentar nos salões londrinos. Eric Northon era o solteiro mais desejado pelas mães casamenteiras. Tudo isso por ser o único herdeiro de Northon. Ele só tinha um dever a cumprir até o final da temporada: arranjar uma esposa. Bertha, por sua vez, também tinha um dever. Dois, aliais: arranjar um marido bom para sua melhor amiga e, principalmente, não se meter em confusões. Mas Eric deseja e única mulher que ele não pode ter, e Bertha precisa se decidir entre o coração e a razão.

Neste segundo livro, vemos o quanto as meninas, Lydia e Bertha cresceram. Agora, as duas damas saem do campo e vão para os salões mais badalados de Londres. Na continuação da série, temos a Bertha como personagem principal. Desde pequenas, Lydia e Bertha era amigas inseparáveis, mas completamente diferentes. Enquanto Lydia era a explosiva e adorava quebrar regras, Bertha era calma e se comportava de modo exemplar, sempre tirando a amiga de confusões. Além disso, Lydia vinha de uma família nobre, enquanto Bertha possuía raízes mais simples e uma vida mais comum. Então, quando Lydia vai para Londres em sua primeira temporada, ela e sua família levam Bertha junto. Apesar de ser quase da família, Bertha sabe que seu papel principal ali é arranjar alguém decente para Lydia se casar e fazer de tudo para que esta não entre em nenhum tipo de confusão. O que Bertha não contava era com que ela mesma se metesse em uma confusão, e uma das grandes.

Eric Northon era um diabo loiro, como fora apelidado. Tudo isso por conta de sua aparência, seu jeito e sua personalidade. Além disso, ele era um dos rapazes mais desejados daquela temporada. Ele e seu grupo de amigos eram conhecidos por serem festeiros demais em uma sociedade onde as pessoas deveriam se comportar de maneiras exemplar. Assim, é claro que Lydia também fazia parte deste grupo. Eric é ousado, divertido e sarcástico. Ele sabe o que quer, e está disposto a fazer de tudo para conseguir isso.

No início do livro temos um ambiente mais calmo e amistoso, onde a autora nos prepara para o que está por vir. O romance desses dois começa de maneira um pouco fora do normal, e evolui de uma forma significativa. Mas Bertha sabe que a sociedade nunca aceitaria os sentimentos dela pelo futuro conde, e faz de tudo o que pode para fugir de suas incansáveis tentativas. Enquanto isso, a protagonista tenta passar de forma despercebida pelos salões, mas nada escapa dos olhos rápidos de Eric. Ele pouco se importa para o que a sociedade pensa sobre seu amor escandaloso. Ela, por outro lado, sabe que esse amor pode destruir tudo o que passou a vida inteira tentando construir, um currículo impecável. Mas Bertha também sabe que Eric é o único homem que lhe trará felicidade. Em meio as risadas, bailes e diversão, um verdadeiro romance começa a surgir.

Uma dama imperfeita é um livro muito gostoso de se ler, e a leitura é completamente cativante, assim como seus personagens. Todos os envolvidos na história possuem um lugar próprio no meu coração, e a autora soube fazer com que até os personagens secundários tivessem uma participação excelente no enredo. Recomendo demais a leitura e mal posso esperar para ler a historia da Srta. Preston! Tenho certaza que Lucy não nos decepcionará no terceiro livro desta série!

Comentários via Facebook

2 COMENTÁRIOS:

  1. Iany, mais um romance de época que fiquei com vontade de ler.
    Livros do gênero quase sempre seguem o mesmo estilo.Mas nada como uma boa autora para deixar a história atrativa e bastante interessante.
    Ah, gosto quando os personagens secundários também tem a sua importância como nos contou.
    Dessa forma a trama não fica somente entre os dois personagens principais ,que muitas vezes torna tudo muito enfadonho. ;)

    ResponderExcluir
  2. Oi! Que bom que os livros podem ser lidos de forma independente. Porém, para mim os livros de romance de época parecem ter sempre a mesma "receita", não importa quantas resenhas do gênero eu leia. Não pretendo ler, mas que bom que tu gostou ;)
    Beijos

    ResponderExcluir