02 agosto 2017
Haianne Thompson

Resenha de Livro #260: Liberte Meu Coração – Meg Cabot

Título: Liberte Meu Coração
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501086686
Ano: 2011
Páginas: 404
Onde Comprar: Amazon | Livraria Saraiva
Classificação:

Liberte Meu Coração é um romance escrito por Meg Cabot e publicado pela Editora Galera Record aqui no Brasil.

Nesse romance, ambientado na Inglaterra de 1291, conheceremos Finnula, uma jovem com uma personalidade forte e que desafia a tudo e a todos. Ela usa calças de couro em vez dos corpetes e vestidos longos e, ao contrário de todas as moças de sua cidade, caça animais em vez de “caçar” um bom casamento. Assim, quando uma de suas irmãs se vê com um problema que torna incapaz o adiamento de um possível casamento, Finnula oferece ajuda aceitando raptar um jovem rico para receber um gordo resgate. Isso ajudaria a diminuir os muitos problemas que o seu irmão tem que lidar no momento. Finnula, então, sai em busca de um cavalheiro e encontra um que está recém-chegado das Cruzadas, vendo ai uma incrível oportunidade de conseguir o que tanto queria. Só que, o que ela menos esperava é que esse jovem viria a ser alguém que ela não conseguiria libertar porque ele acaba roubando dela a coisa mais preciosa, o seu coração.

Meg Cabot traz um romance em um cenário bastante diferenciado do que estamos acostumados a ler em romances de época e ainda assina o livro como Mia Thermopolis – sim... a nossa Princesa da Genóvia. A Meg foi uma das primeiras autoras com as quais tive contato quando era adolescente e comecei a me interessar mais pela leitura, tanto que a série do “Diário da Princesa” foi devorada por mim conforme os livros iam sendo lançados. Então, quando peguei esse romance para ler, já sabia como que seria a escrita e a narrativa dela. Temos um romance fluído e facílimo de ser lido com descrições que fazem você imaginar o cenário descrito. Finnula, a nossa protagonista, já me ganhou nas primeiras páginas pelo seu jeito forte de ser e de não se acomodar com as situações, ela coloca em mente um alvo e vai atrás do que quer não se incomodando pelo fato de que, para a época descrita, seriam um sinal até de desrespeito e desprezo pelas normas sociais. Hugo, o nosso cavalheiro sequestrado, é um homem que esta voltando para a sua cidade após um longo tempo fora de casa e acaba sendo atraído por Finn por sua destreza em vestir calças justas de couro; e, após ser sequestrado por ela, consegue entender a tamanha beleza que ela tem e mostra que é o único capaz de lidar com o jeito de ser de Finn.

Eu recomendo esse livro principalmente para os leitores que estiverem na fase da adolescência e é um ótimo primeiro contato com romance de época para essa fase, porém isso não quer dizer que jovem mais maduros – como eu – não possam ler esse livro. Pelo contrário, também conseguirão se encantar com os personagens e com essa narrativa super gostosa de ler.

Vocês já leram algo da Meg? Ou já tiveram a oportunidade de ler esse livro? Conta aqui pra mim nos comentários pra gente trocar experiências. Beijos :*

Comentários via Facebook

2 COMENTÁRIOS:

  1. Olá, há um tempo atrás, uma amiga da minha filha, me emprestou o primeiro livro da louquinha da Mia Thermopolis. E apesar de ser um livro juvenil, dei boas risadas com a princesa.
    Mas depois não li mais nenhum da autora Meg Cabot.
    E apesar desse livro que resenhou ,também ser específico para os mais jovens,fiquei curiosa em lê-lo.
    Gostei da personagem feminina ser bem decidida e ter a ideia de sequestrar o futuro amor da sua vida

    Mas acho que antes dos dois se envolverem, haverá bastante confusões.

    Gostei de sua dica Haianne! :)

    ResponderExcluir
  2. rudynalvacorreiasoares8 de agosto de 2017 16:41

    Glaucia!
    Fico impressionada de onde essas autoras de romance de época trazem esses nomes medonhos? Credo!
    Gostei da capa e do enredo, não gostei de saber que tem altos e baixos, hora a leitura é dinâmica e hora mais lenta, perde o ritmo, né?
    Ainda assim arriscaria a leitura.
    Desejo uma ótima semana!
    “A vida guarda a sabedoria do equilíbrio e nada acontece sem uma razão justa.” (Zíbia Gasparetto)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir