09 março 2017
Nicoli Vieira

Resenha de Livro #218: Isla e o Final Feliz - Stephanie Perkins

Título: Isla e o Final Feliz (#03 Série Anna, Lola e Isla)
Autor: Stephanie Perkins
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580577396
Ano: 2015
Páginas: 304
Classificação


Isla e Final Feliz foi escrito pela autora Stephanie Perkins, e publicado no Brasil pela Editora Intrínseca.

Ganhei esse livro de Natal, porém ele só ficou na estante acumulando poeira, até que por obra do caso resolvi lê-lo na primeira semana de fevereiro, e me arrependo amargamente por não ter começado a leitura antes, porque essa história foi incrível.

"Queria que Josh olhasse para mim do mesmo jeito que olha para os próprios desenhos, porque então ele veria que há algo a mais em mim além da timidez, assim como vejo que há muito mais nele além da preguiça." – página 11
A história é narrada em primeira pessoa pela Isla Martin, ela é apaixonada pelo Joshua Wasserstein desde o primeiro ano do ensino médio, quando entrou na SOAP, uma escola americana em Paris. Só que ela tem um jeito muito introspectivo e tímido, nunca conseguiu desenvolver um diálogo com mais de uma frase com o Josh, e acima de tudo, ele tem uma namorada, consequentemente, Isla era carta fora do baralho. Mas o destino iria acabar juntando-os.

Em uma noite abafada na cidade de Nova York, Isla estava sentada em um café se recuperando da anestesia causada pela retirada dos sisos, até que ela encontra Josh, e com aqueles analgésicos afetando sua concentração e sua timidez, ela começa a desenrolar uma conversa com o Josh. Depois de algumas horas de diálogo, ele se vê obrigado a levá-la até sua casa, já que ela mal conseguia parar em pé. No dia seguinte, ela se dá conta de tudo o que aconteceu na noite anterior e fica constrangida, por esse motivo ela tenta procurar Josh para que possa se desculpar, mas foi uma missão fracassada.

Os dois só acabam se encontrando novamente em Paris, precisamente na SOAP. Após algumas semanas de conversas e amizade os dois engatam em um namoro, e como todo namoro adolescente eles começam a planejar o futuro, as viagens, não conseguem ficar separados, tudo gira em torno só dois. Entretanto, tudo começa a dar errado a partir de uma viagem em que os dois fazem juntos.
“... Pensei que ninguém poderia me amar. Porque eu não achei que fosse digna do amor de alguém.” – página 265
Para quem não sabe, esse livro faz parte de uma série que contém outros dois: “Anna e o Beijo Francês” e “Lola e o Garoto da Casa ao Lado”, mas não se preocupem, não são histórias contextualizadas, então vocês podem ler na ordem que quiserem ou ler apenas uma das obras porque isso não vai interferir em nada. Pois bem, o que dizer desse livro que virou meu xodó? 

Primeiramente, algo que vocês têm que saber: escreve Isla mas se pronuncia “Aila”, pois bem, ela é uma personagem extremamente insegura e tímida, ás vezes eu deixava o livro de lado só por causa dessa insegurança exagerada dela, resumindo, ela não confia em si mesma, tudo que importa é o Josh. 

Já o Josh é aquele adolescente revoltado com os pais, sempre querendo atenção e carinho, contudo o fato do pai dele ser senador e a mãe ter sempre que estar junto a ele, nunca sobrava tempo para poderem ser realmente uma família. E além de tudo, Josh é um ótimo desenhista. 

Bom gente, o livro é encantador! Não achei nenhum erro de gramática, as letras são em tamanho médio, as páginas são meio amareladas, e cada capítulo começa com uma rosa igual a da capa. O único ponto negativo que encontrei foi que a Isla transformou o Josh no seu Sol e sempre fica girando em torno dele, ela não tem ambições, não sabe o que quer, como ela mesma diz: ela é uma tela em branco. Fora isso, a obra é incrível, o final então... Espetacular! Deu vontade de lê-lo mais umas dez vezes de tão lindo que foi o final feliz da Isla. Agora estou ansiosa para ler os dois volumes anteriores. E vocês, já leram? O que acharam? Contem aqui nos comentários.

Comentários via Facebook

3 COMENTÁRIOS:

  1. Marília Leocádio Lourenço9 de março de 2017 09:57

    Pensei seriamente que esse liro era continuação, perdi uma ótima promoção desse livro na saraiva e não comprei porque achei que os outros dois faziam parte, adorei a resenha agora que conheci mais um pouco sobre o livro e com certeza ainda quero comprar esse.
    Até mais!!

    ResponderExcluir
  2. Nicoli,jamais imaginei que o livro contasse a história.de dois jovens aprendendo a serem adultos.
    Todas as vezes em que via a capa,imaginava que era um livro policial...passei longe!
    Gostaria de conhecer a trama. Só achei uma pena que a personagem feminina principal seja tão insegura.

    Boa dica!

    ResponderExcluir
  3. marlene conceiçao10 de março de 2017 15:23

    OI.
    Eu não sou muito fã de livros com personegsn inseguras não, normalmente tem toda aquela frescura, ams enfim fiquei animada para ler, não sabia que fazia parte de uma série, ams fiquei feliz em saber que posso ler separado já que não tenho interesse nosoutros dois.
    Bjs.

    ResponderExcluir