18 fevereiro 2016
Leonardo Ribeiro

Resenha de Livro #197: O Manuscrito - Chris Pavone

Título: O Manuscrito
Autor: Chris Pavone
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414462
Ano: 2015
Páginas:336
Onde Comprar: Amazon | Livraria Saraiva
Classificação

Chris Pavone é autor do livro Os Impostores, e recentemente foi publicado pela Arqueiro seu mais novo livro: O Manuscrito. Quando eu vi a sinopse desse livro fiquei muito estimulado a leitura. O Manuscrito passa esse aspecto de curiosidade logo quando você o segura a analisa toda a parte externa do livro. Foi o meu primeiro contato com Chris Pavone e posso dizer que ele não entrou na minha lista de autores preferidos como o Harlan Coben, Lisa Gardner e entre outros autores de suspenses e thrillers psicológicos.
 
Logo no inicio da leitura, você vai pensar em abandonar o livro. Pelo menos, eu pensei. O começo é bastante lento, mas o que irá lhe prender e irá fazer você chegar ao final do livro é: O que há no manuscrito?
O livro todo se passa em função desse manuscrito, vários personagens com interesses diferentes buscam o manuscrito. Sejam para publicação, para ler o seu conteúdo ou para elimina-lo. Como não sabemos claramente qual o conteúdo do livro, ficamos na dúvida de quem é o mocinho e quem é o vilão. O que me instigou mais a ler.

"Você, querida, é a jardineira encantadora que faz minha alma florescer."

A narração é intercalada frequentemente, o que no começo é um tanto chato. Você ainda não está familiarizado com aquelas pessoas e quando você pensa entrar em uma linha de raciocínio ela já está mudando. Entretanto, após passar algumas paginas você vai entendendo a trama e essa troca de narrativa acaba sendo um lado positivo do livro. 

Senti falta de mais diálogos e devido a isso se tornou uma leitura demorada, mas o autor descreve muito bem todas as cenas, cada detalhe está ali, como se estivesse assistindo ao filme, imaginando cada peça.
Não posso deixar de comentar sobre as reviravoltas: UAU! Tomava vários sustos durante a leitura, são muitas revelações que lhe deixam chocado. Pavone conseguiu passar isso nas linhas e entrelinhas. 

A parte editorial do livro está fantástica, a capa deixa aquele ar de dúvida e as vezes segurava o livro como se estivesse segurando o manuscrito do enredo, rsrs, pense na responsabilidade?! Enfim, eu recomendo a história para quem gosta de suspense e não se importa com uma trama lenta. 

Comentários via Facebook

4 COMENTÁRIOS:

  1. Embora a resenha ser ótima, não me deu muito interesse a leitura do livro :/ Não que eu não goste desses gêneros, porém a história dá a duvidar se é realmente boa. Perdi o interesse de vez quando li "Logo no inicio da leitura, você vai pensar em abandonar o livro." haha Se uma história, seja ela filme/série/livro ou o que for, ela deve me deixar curiosa do início ao fim. Se eu perco o interesse em algum ponto da história, já era! haha
    Mas, repetindo, a resenha está ótima ^^ Parabéns!

    Beijos =*

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Ainda não li nada do Chris Pavone mas esse não foi um livro que me interessou gosto do gênero mas geralmente com a historia correndo em um ritmo mais rápido e a historia não me chamou atenção !!

    ResponderExcluir
  3. Olá Suéllen!
    Obrigado :) Realmente, esse é um enredo em que a leitura não é fluida a todo momento. Isso realmente atrapalha algumas pessoas e fazem desistir da leitura. Mas levando em consideração ao todo, valeu a pena. Que pena que o livro não lhe conquistou :(

    Bjss :D

    ResponderExcluir
  4. Oi :)
    A capa e esse mistério "do que há no manuscrito" que me chamaram a atenção mas logo que o "você vai pensar em abandonar o livro" já me desinteressei. Nem mesmo esses sustos, revelações e reviravoltas que você citou me conquistaram, quem sabe depois eu não mudo de ideia, né?
    Beijos

    ResponderExcluir