04 fevereiro 2016
Profª Nara Dias

Resenha de Livro #195: Boneca de Ossos - Holly Black

Título: Boneca de Ossos
Autor
: Holly Black
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581633916
Ano: 2014
Páginas: 224

Classificação


O livro Boneca de Ossos, publicado no Brasil pela #irado, selo voltado para livros infantojuvenis da Editora Novo Conceito, foi escrito pela americana Holly Black. Aqui no Brasil,conhecemos seus títulos: As crônicas de Spiderwick, série que deu origem ao filme homônimo, escrito em parceria com Tony DiTerlizzi. Seus livros fazem tanto sucesso com o público juvenil que ela estava entre os doze maiores escritores da literatura fantástica da atualidade e por isso foi convidada para escrever uma edição comemorativa de 50 anos de Doctor Who. 

Entretanto, antes de saber de tudo isso, escolhi ler o livro simplesmente por ter uma sinopse interessante e toda uma diagramação que chamou minha atenção. A história está dividida 
em dezesseis capítulos, sendo que a metade deles tem uma imagem ilustrativa em preto e branco. Embora o livro seja narrado em terceira pessoa, são as emoções e pensamentos de Zack que são bastante explorados no decorrer do livro. As 224 páginas estão repletas de suspense, uma história voltada para a garotada a partis dos 10 anos. 

Os assuntos abordados como amizade, conflitos entre pais e filhos, separação conjugal, primeira paixão, diferença de gêneros, mudanças da pré-adolescência são expostos de modo a deixar a leitura super atual.

Poppy, Zach e Alice sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo... Mas, de repente, Poppy conta para os amigos que começou a ter sonhos com a Rainha – e também com o fantasma de uma menininha que não conseguirá descansar enquanto a boneca de ossos não for enterrada no seu túmulo vazio. Então, Poppy, Zach e Alice partem para uma última aventura a fim de ajudar o fantasma da Rainha a encontrar o seu descanso eterno. Mas nada acontece do jeito que eles planejaram... A missão se transforma em uma jornada de arrepiar. Será que a boneca é apenas uma boneca ou existe algo mais sinistro por trás desses fatos? Poppy está mesmo dizendo a verdade ou tudo isso não passa de um truque para que voltem a brincar juntos? Se existe mesmo um fantasma, o que vai ser das crianças agora que elas estão nas suas. 

Confesso que o pai de Zack me irritou bastante, do início ao fim da história, afinal, tudo acontece por pelo fato dele tentar "ajudar" o filho a crescer. Depois que cresce, os pais rezam para que o filho volte a ser criança... Não é o caso do livro, apenas um parênteses...
"O pai adorava o fato de Zack estar no time de basquete. Às vezes parecia ser a única coisa em Zack de que ele gostava. Ele não gostava de que Zack brincasse com meninas depois da aulas em vez de fazer cestas com os meninos mais velhos a alguns quarteirões dali. Ele não gostava de que Zack sonhasse acordado o tempo todo."
"Ele precisa crescer. Era a hora de se livrar deles. Ele devia estar focado nos amigos, em ouvir música e ficar de bobeira."
Apesar de ser mais um trio de amigos, estou cansada dessa matemática literária em quase todos os livros juvenis... Gostei do desenrolar da aventura e o fato de tudo ter dado errado, Zack diz que não era como ele imaginava que seria uma aventura.

"O coração dele disparou de novo, e suas pernas assumiram o controle, porque não havia meio de evitar a conversa que viria."
Quanto à Boneca de Ossos, toda história de almas que precisam descansar em paz é praticamente igual, a única coisa que muda é o modo como a pessoa morreu e se verdadeiramente morreu. Contudo, o livro não é cansativo, pelo contrário, do meio em diante, intensifiquei a leitura porque não via a hora de desvendar o que esperava por Zack, Poppy e Alice. Satisfeita com a leitura.

"A argila dela foi feita com ossos humanos. Ossos de menininha. Esse cabelo trançado pelo crânio é o cabelo da garotinha E o corpo da boneca está cheio do que restou das cinzas dela."
"Tudo aquilo parecia distante, como se tivesse acontecido com outra pessoa, em um livro. Não parecia possível eles terem passado a noite em um trechinho de bosque em uma cidade que não conheciam."
"Não havia mais ninguém lá, mas isso não significava que ninguém tivesse estado lá."
Indico o site do livro, porque além de informações do livro, o site em si é muito bonito, com música sinistra de fundo: http://www.bonecadeossos.com.br/


Outro site que gostei bastante foi da editora #irado, também é bem jovial e divertido. É possível filtrar os títulos pela preferência. Em cada livro, na parte de trás mostra algumas carinhas, indicando o que encontramos na obra. http://www.portalirado.com.br/


Comentários via Facebook

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário