01 maio 2014
Glaucia Matos

Resenha de Livro #113: Todas as coisas que eu já fiz - Gabrielle Zevin

Título: Todas as coisas que eu já fiz (#01 Trilogia Birthright)

Autor: Gabrielle Zevin
Editora: Rocco
ISBN: 9788579801150
Ano: 2012
Páginas: 384
Tradutor: Maria Clara Mattos
Classificação

Todas as coisas que eu já fiz é o primeiro livro da Trilogia Birthright escrito pela autora Gabrielle Zevin, e publicado no Brasil pela Editora Rocco.

Nesse enredo, somos apresentados à vida da jovem Anya Balanchine e de sua família. Ela vive com seus irmãos Leo e Natty, e com sua avó que está muito doente, mas que é a pessoa que possui a tutela deles.

O ano é 2083 e o governo vive para oprimir os cidadãos. Chocolate, café e celulares são ilegais. A comida e o banho são racionados, e existe toque de recolher para menores de 18 anos.

A vida não é fácil e para esses irmãos é muito pior, pois vivem sob a sombra do assassinato de seus pais, ocasionada pela máfia. Leonyd Balanchine era o patriarca da família e um dos grandes chefões do crime organizado. Todos esses fatos, levam os irmãos e principalmente Anya a ser sempre apontada na escola, e até mesmo ser acusada de um crime da qual não cometeu. Apesar de ter somente 16 anos, é ela a cabeça da família e fará de tudo para protegê-los, até mesmo abrir mão de viver um grande amor.

A história em si é boa, mas acho que a autora poderia se focar mais no desenrolar dos fatos, para que pudéssemos compreender o porque de tais situações estarem acontecendo. Por mais que seja uma trilogia, não tem porque ficar segurando tantas respostas nesse primeiro livro.

Sinceramente? Eu esperava mais.

Comentários via Facebook

7 COMENTÁRIOS:

  1. Oi Glaucia :)

    Esse livro não me chama a atenção, só leria ele se realmente estivesse muito barato. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. É interessante... compraria sim, mas se estivesse na promoção, ou algo parecido. Não sou fã de livros futurísticos, mas leio só se me prender mesmo. Porém gostei da sinopse!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Me chamou a atenção a sinopse... mas também não faz o tipo de livro que eu gosto... porém, leria sim!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da sinopse, acho que eu gostaria da leitura. Parabéns pela resenha, me deixou bem curiosa. Tenho poucos livros da Rocco, eles são um pouco carinhos, geralmente deixo para comprar nas promoções que quase sempre demoram para acontecer.

    Beijos
    Passa lá:
    www.viagem-imaginaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Achei a capa bem engraçada e muito dinâmica. São poucos livros de Infanto-Juvenil que tenho vontade de ler. Achei realmente um problema ela ser do tipo desses "autores-enrolação", querer enrolar os fatos para escrever um livro maior. Acho desnecessário. Amo livros de poucas páginas que contam grandes histórias.Outra coisa que adorei: É uma distopia. Amo distopias,
    Quero muito conhecer a vida de Anya! :D Entrou para minha lista.

    ResponderExcluir
  6. A história parece bem interessante em si, chama bastante a atenção.
    Mas não é algo que eu leria por enquanto =( Acho que no futuro, quem sabe. Muitas páginas e a autora não soube aproveitar =(

    ResponderExcluir
  7. Oi Glaucia, tudo bem? Faz um tempinho que fiquei interessada por essa série, ela parece ser uma distopia diferente né, sem falar nessa capa que tem chocolate *-* Espero ler em breve pois adoro distopias.
    Beijinhos,
    Andréia - StarBooks

    ResponderExcluir