16 agosto 2017
Haianne Thompson

Resenha de Livro #264: À Procura de Alguém – Jennifer Probst

Título: À Procura de Alguém
Autor: Jennifer Probst
Editora: Paralela
ISBN: 9788584390366
Ano: 2016
Páginas: 288
Onde Comprar: Amazon | Livraria Saraiva
Classificação:

À Procura de Alguém é um romance contemporâneo por Jennifer Probst e publicado, aqui no Brasil, pela Editora Paralela.

Kate mora em Verily, uma cidadezinha de Nova York, e lá, junto com duas das suas melhores amigas, fundou a Kinnections, uma empresa que está sendo muito bem sucedida em seu ramo que são os relacionamentos. E, mesmo atuando nesse ramo, Kate não tem ninguém com quem dividir os sucessos do mundo profissional até que se depara com um possível cliente da Kinnections que chama (e MUITO) a sua atenção. Slade Montgomery é um advogado especializado em divórcios e, até por isso, a última coisa em que ele acredita é que finais felizes podem acontecer. Ele vai até a Kinnections para provar à sua irma – cliente da Kinnections – que a agencia é uma verdadeira furada e com isso Kate faz dele o seu maior desafio. Até que, com um simples toque, Kate percebe que pode ter encontrado o seu amor para a vida inteira.

Jennifer escreve um romance que, para muitos, pode parecer um pouco clichê, já que vai tratar de uma historia entre duas pessoas completamente opostas e que acreditam em coisas diferentes para a vida, mas que encontrarão em suas diferenças algúem para confiar e compartilhar a vida. Desde o principio eu fiquei muito curiosa para saber como que os diálogos entre os personagens se daria, pois em uma história onde temos dois opostos os diálogos costumam ser repletos de ironia, o que faz com que o leitor se divirta com a leitura. E eu não me enganei, Jennifer acrescenta ao seu romance uma pitada de magia que nos encanta e nos faz querer experimentar dos sentimentos e gestos explanados no livro. Kate e Slade são protagonistas muito convictos do que acreditam e não abrem mao de querer provar que o seu ponto de vista é o correto e isso abrilhanta a história pois temos duas personalidades fortes e que, mais pra frente, se completarão.

Acredito que, para as loucas por romances – assim como eu – se encantarão por essa narrativa e ficarão super ansiosas para ler os demais livros da autora, na qual ela se aprofundará na historia das outras duas amigas e sócias de Kate. A narrativa é bastante fluída e faz com que a leitura seja feita rapidamente e deixe um gostinho de quero mais.

Assim sendo, logico que não tem como não indicar esse livro para vocês, os nossos leitores queridos. Deem uma chance e me avisem se gostaram. Beijos :*

14 agosto 2017
♥ Sâmella Raissa ♥

Resenho de Livro #263: Boa Noite - Pam Gonçalves

Título: Boa Noite
Autor: Pam Gonçalves
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501106698
Ano: 2016
Páginas: 240
Onde Comprar: Amazon | Livraria Saraiva
Classificação:
   

Boa Noite foi escrito pela booktuber e agora escritora nacional Pam Gonçalves, e publicado pela Editora Galera Record em 2016.

Alina  sempre tivera a fama de boa aluna, boa filha e boa menina em seus anos no high school. Ao começar a faculdade, porém, ela sente a necessidade reinventar-se e procurar se destacar de formas diferentes - principalmente ao encarar o curso de Engenharia da Computação, maioritariamente dominado por homens em uma turma onde apenas ela e três outras garotas se fazem presentes como sendo do sexo feminino, então subestimado pelos rapazes. Além disso, a vida numa república de estudantes pela primeira vez causa certo choque inicial que logo é substituído por um começo singular de amizades inéditas em sua nova fase da vida como jovem adulta, que se farão presentes e necessários para ajudá-la em meio à série de desafios que ela terá de enfrentar, não apenas no âmbito acadêmico, mas principalmente ao descobrir os altos e baixos da vida como um todo, que vão muito além das festas, da bebida e da azaração constantes no campus.

Em seu romance de estreia, mais especificamente um new adult, a booktuber e agora autora Pam Gonçalves vai muito além das salas de aula e do campus universitário para abordar temas que se fazem tão presentes na atualidade. Na nova fase que começa, Alina se vê distanciando-se do aconchego e proteção de sua família e casa para encarar a vida com mais rigor e seriedade, de repente se vendo frente a frente com situações e temas que até pouco tempo atrás ela definitivamente não cogitava precisar encarar, e apesar do desejo inicialmente constante de voltar para casa, é preciso encarar os desafios para se fazer viver de verdade, e que a jornada se inicie!
“Muita gente fala que a faculdade é a oportunidade ideal para escolher quem você quer ser. E não é que já estou vendo alguma verdade nessa afirmação? Minhas aulas nem começaram, mas me sinto diferente.”
Pela narrativa em primeira pessoa, é com facilidade que vamos conhecendo e nos deixando envolver pelo dia-a-dia de Alina. Sua chegada na universidade é tumultuada pela agitação tão marcante e característica da então República das Loucuras da qual começa a fazer parte, conhecendo, juntamente com o leitor, as personalidades fortes e mesmo carismáticas dos integrantes Manuela, Gustavo, Talita e Bernardo. Assim, acompanhada de uma narrativa naturalmente fluida que é a da Pam, juntamente com um elenco tão descontraído e divertido de personagens principais, não demorou até que a leitura engatasse e eu me visse devorando as páginas e capítulos em uma velocidade tão inesperada que foi uma verdadeira surpresa quando percebi faltar tão poucas páginas para encerrar à leitura. Foi uma leitura literalmente de um dia, e isso não podia ter sido mais positivo justamente para um livro de estreia. 
“Sentirei saudade, mas ali realmente não é mais o meu lugar. Eu preciso encarar a situação. Não vou deixar que as outras pessoas definam quem sou.”
Além da narrativa envolvente e fluida já citada, porém, Pam se garante mais ainda em Boa Noite ao tratar, como já falei também, sobre temas atuais e cuja importância transcende mesmo as idades e lugares. Com grande foco no emponderamento feminino, seguimos com Alina em meio à luta diária para sobreviver às zoações sofridas no curso por boa parte dos rapazes de sua turma, até casos inesperados, mas nada surpreendentes, de assédios, estupros e verdadeira subestimação da mulher no campus universitário. De repente nos vemos de frente à problemas constantes da sociedade atual e real, tão bem retratados e discutidos nesse new adult que foca não tanto em um romance, mas especialmente na construção e consequente desenvolvimento e amadurecimento de seus personagens, principalmente de Alina, que alia seu desejo de se fazer notar mais com a chance de fazer alguma diferença no campus e correr atrás daquilo em que ela acredita.

A minha única ressalva fica por conta da finalização um tanto quanto rápida demais nos últimos capítulos, que avançam e terminam de uma forma que, apesar de boa, ainda me deixou uma impressão vaga de que poderia ter sido melhor desenvolvida e finalizada. Apesar disso, porém, é com maestria que Pam Gonçalves se lança na literatura nacional, e mal posso esperar por ler mais histórias suas e acompanhar ainda mais sua consequente evolução ao longo de cada novo livro. Leitura muitíssimo recomendada, com certeza!

12 agosto 2017
Haianne Thompson

Review de Série #14: Blindspot

Título: Blindspot
AutorMartin Gero
Canal: NBC
Status: Em exibição
Ano: 2015 - Presente
Temporadas: 2

Classificação:

A série Blindspot foi produzida pelo canal NBC e criada por Martin Gero. No Brasil, a série é exibida pelo canal Warner Channel.

Nesse drama criminal vamos acompanhar a história de Jane Doe. Ela foi encontrada dentro de uma bolsa que foi deixada no meio da Times Square em Nova York. Quando a moça sai da bolsa, se depara com vários policiais e é levada diretamente ao FBI. Ela não se lembra de nada do seu passado, porém o que intriga os agentes do FBI é que a moça tem o corpo coberto por tatuagens que, até então, não possuem uma conexão específica. Porém, um agente especial é convocado para assumir o caso por ter o seu nome tatuado nas costas da moça, Kurt Weller. A partir dai, vamos comecar a acompanhar a rotina de Kurt e da sua equipe na tentativa de desvendar alguns mistérios que acompanharam a chegada de Jane. Como, por exemplo, quem era Jane no passado, de onde ela veio, qual a causa de ter seu corpo quase todo coberto por tatuagens e, acima de tudo, o que o nome de Kurt faz em seu corpo.

Eu comecei a assistir esse seriado meio que na "sorte". Um dia peguei o controle e fui colocando escolhendo seriados ao acaso até que me deparei com esse seriado. Resolvi assistir ao episódio piloto e, gente, acabei sendo MUITO conquistada por ele. Eu AMO seriados que tem mistério a serem resolvidos e quando esses mistérios tem um fundo policial aí me conquistam de vez. Eu gostei muito da fluidez com que as histórias de cada episodio são narradas. E quando nos deparamos com algumas pontas soltas que alguns casos solucionados deixam, eles são resolvidos em outros episódios. Além de no seriado também acompanharmos a vida particular de cada personagem, o que é importante porque nem só de FBI vive o homem, certo? kkkkkk Mas eu acho importante sabermos da vida fora do trabalho deles porque isso acaba nos aproximando dos personagens por sabermos que além do importante trabalho que eles desempenham, eles também possuem famílias, problemas cotidianos e etc.

Os personagens que nos são apresentados foram muito bem pensados. Não só os personagens principais mas também os coadjuvantes possuem uma história bem fundamentada e com belíssimas atuações. E, para deixar vocês com uma pulga atrás da orelha e querer assistir o seriado, o personagem coadjuvante que MAIS gosto e que me faz dar MUITAS risadas com suas ironias é um dos suspeitos que o FBI apreende chamado RichDotCom. Gente, pensa em uma pessoa divertida. Toda vez que eu sei que ele estará no episódio, eu já sei que vou dar numérias risadas. Desde a primeira vez que ele aparece já chamou (e MUITO) a minha atenção pela construção de um personagem que será condenado pelo FBI mas que encara tudo com muita tranquilidade e inteligência. 

O seriado já tem data para o primeiro episódio da 3ª temporada (dia 27 de outubro de 2017) e eu estou MUITO ansiosa para saber o fechar dessa história que me chamou muito a atenção. Talvez essa seja a última temporada do seriado e eu torço pra que não seja por gostar muito mas entendo que talvez a história já tenha chegado ao seu fim e sou do time "melhor terminar bem do que estender e fazer besteira". 

Essa é a minha dica de hoje gente. Algum de vocês já tinha ouvido falar dessa série? Ou já viu algum episódio? Me conta aqui nos comentários. Beijos.

09 agosto 2017
Haianne Thompson

Resenha de Livro #262: Uma Curva no Tempo – Dani Atkins

Título: Uma Curva no Tempo
Autor: Dani Atkins
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414134
Ano: 2015
Páginas: 235
Onde Comprar: Amazon | Livraria Saraiva
Classificação:

Uma Curva no Tempo é um romance escrito por Dani Atkins e publicado, aqui no Brasil, pela Editora Arqueiro.

Nesse romance vamos conhecer a história de Rachel Wiltishire, uma jovem prestes a concluir seu ensino médio e ir para a faculdade, um rumo sonhado pela maioria dos jovens dessa faixa etária. Ela tem um pai maravilhoso, amigos incríveis e um melhor amigo de dar inveja a todos os melhores amigos. Mas, em uma noite, tudo muda na vida dela. O seu melhor amigo morre na tentativa de salvar ela em um acidente bastante inesperado. E, com isso, cinco anos depois, ainda se sentindo culpada pelo que aconteceu com ele, ela está morando fora da sua cidade natal, em um emprego que não era o que ela sonhava em ter e está mais sozinha do que nunca enfrentando preocupações pela doença do seu pai. Mas, com o casamento de uma antiga amiga se aproximando, ela necessita voltar a sua cidade e durante essa volta, Rachel acaba se acidentando e isso faz com que, quando ela acorde no hospital, após o acidente, a sua vida está bem diferente daquela que ela “lembra”. Rachel, bastante confusa, começa a viver uma vida diferente, na qual tem um noivo maravilhoso, seu pai não tem câncer e o mais estranho de tudo... Seu melhor amigo está de volta. Mas será que conseguimos voltar no tempo dessa forma e fazer tudo diferente?

Dani Atkins narra uma história partindo de questionamentos que todos já fizemos a nos mesmos em algum ponto da nossa vida “E se eu tivesse feito diferente? E se tivesse escolhido X em vez de Y naquela situação?”. Rachel é uma personagem que vive culpada pela morte de alguém que amava muito e, além dessa cicatriz interna, possui cicatrizes externas que a lembram diariamente de alguns minutos que devastaram o seu futuro. Mas, ao se deparar, com uma “curva no tempo”, acorda em uma realidade totalmente nova... a realidade que teria caso o acidente não tivesse a atingido da forma como atingiu. A autora consegue descrever esses fatos e os sentimentos vividos pela protagonista que chegamos a sentir o que Rachel estava sentindo e passamos a viver o cotidiano dela. Tanto que, quando ela vê que está em outra realidade, a gente, inicialmente, não entende muito bem o que está acontecendo, mas ao avançarmos na história, passamos a torcer em TODA PAGINA que viramos, para que a história que Rachel vive agora seja a verdadeira e que a que lemos primeiro tenha sido um lapso da personagem.

A escrita da autora é fluída e a história não tem NADA de clichê. Eu tive momentos de tristeza e alegria quando lia o livro. E, eu juro que não esperava o final dado à protagonista. Mas Dani Atkins costura a historia de uma forma que, mesmo após passar por uma crise de choro intensa quando fechei o livro e ficar D E S T R U Í D A, eu consegui entender a causa dela ter escolhido esse caminho para a protagonista. Esse foi o meu primeiro contato com um livro da Dani e digo que fiquei ansiosa por ler mais coisas escritas por ela porque gosto muito quando os autores me tiram da minha zona de conforto.

Não tenho mais nada a falar a não ser que eu recomendo muito esse livro para aqueles que são amantes do gênero romance dramático e também para aqueles que querem se aventurar por uma leitura que te levará a sair do comum. 

Vocês já tiveram oportunidade de ler algo dessa autora? Gostam dessa temática country? Fala para mim aqui nos comentários. Beijos :*

07 agosto 2017
Haianne Thompson

Resenha de Livro #261: 8 Segundos – Camila Moreira

Título: 8 Segundos
Autor: Camila Moreira
Editora: Suma de Letras
ISBN: 9788581052731
Ano: 2015
Páginas: 280
Onde Comprar: Amazon | Livraria Saraiva
Classificação:

8 Segundos é um romance nacional escrito por Camila Moreira e publicado pela Editora Suma de Letras.

Nesse romance de Camila Moreira vamos conhecer a história de Pietra e Lucas. Pietra, típica menina de cidade grande, chega a fazenda de seu pai, com certo ar de austeridade e olhando a tudo e a todos com superioridade. Já Lucas, um medico veterinário respeitado e que é empregado do pai de Camila, é um peão que arrasa muitos corações por onde passa. Pietra é obrigada pelo pai a passar um tempo na fazenda da família como condição para ir à Paris. Ela já chega causando na fazenda quando sai do carro com saltos altos e causa má impressão com quase todos de lá. Quando Pietra nota Lucas é determinada a conquista-lo a todo custo e, como está acostumada sempre a ter o que quer, pensa que será fácil. Mas Lucas também esta determinado a ficar longe dela custe o que custar. Porém... o que eles não esperavam é que o passado deles fosse algo que os aproximaria e acabaria moldando quem eles seriam dali pra frente.
“Nunca provoque um peão: ele só precisa de oito segundos para te enlouquecer”.
Esse foi o primeiro livro de Camila que li. E eu, mesmo notando que seria uma história meio clichê, fui abraçada por essa historia de cachorro e gato. Na primeira parte do livro vemos Pietra, com seu jeito mandão e determinado, querendo conquistar Lucas. Mas ele, também forte e determinado, foge dessa tentação. Inicialmente temos uma atração puramente carnal, mas no decorrer da historia, vemos que isso realmente será convertido em um algo a mais. E essa mudança deve-se a alguns segredos dos dois que eles descobrirão juntos. Pietra, que era uma menina mimada e chata, começa a ver que aquela fazenda poderia lhe trazer mais do que um amor verdadeiro, mas a chance de ser alguém melhor e que valoriza o que realmente importa na vida. E essa mudança faz com que Lucas seja mais e mais atraído por ela. É um romance onde veremos muita entrega dos protagonistas. Eu gostei bastante das descrições e gostei tanto que quase abandonei minha vida na cidade grande e fui atrás de um peão pra chamar de meu kkkkkkkkkk Lucas desde o primeiro momento ganhou meu coração, eu adorei o modo como ele tratava a menina que achava que podia ter tudo – mesmo ela mexendo com ele. Enfim, a narrativa é fluida e te cativa de uma forma que você não quer parar de ler até virar a ultima pagina.

Recomendo o livro para quem curte um romance “sensual” (mesmo o livro não tendo como base isso, em algumas passagens a autora utiliza cenas sensuais), mas recomendo também para quem quer ler um romance nacional bem escrito. A autora traz protagonistas com os quais nos identificamos e também traz o amadurecimento deles, o que acontece diariamente nas nossas vidas, pois estamos em constante mudança.

Vocês já tiveram oportunidade de ler algo dessa autora? Gostam dessa temática country? Fala para mim aqui nos comentários. Beijos :*